Quando teremos paz? | BLOG VERMELHO : Sport Club Internacional

Quando teremos paz?

4.8
(6)

Apesar do meu prenúncio pessimista no final de semana passada, a semana foi a melhor possível para os colorados: duas vitórias, a segunda melhor campanha do returno, e o rival na UTI, ressuscitando velhos dinossauros (pode marcar a SWAT no bingo do rebaixamento) para tentar salvar a barca.

Foi uma das melhores semanas que eu tive recentemente, em termos futebolísticos. Onde quer que passasse um gremista, eu dizia: “E o Felipão, hein?”, ou “Mancini, hein?” só pra ver a reação imediata, aquela expressão de dor antes de começar a raciocinar e abrir a boca. Recomendo o mesmo aos amigos, e que tripudiem bastante, porque não sabemos se eles vão escapar desta ou não.

Mas eis que o sábado chega para colocar água no chope: jornalistas informam que a federação uruguaia de futebol irá demitir o Maestro Tabárez e pretende contatar o Aguirre, que já deixou claro que se tiver a oportunidade vai dizer sim (como imagino que todo técnico faria).

Que porcaria é uma notícia desta para nós, justamente no momento onde as coisas vêm muito bem e vamos jogar três confrontos diretos em sequência. Provavelmente na hora H do campeonato teremos Loss na casamata, e aí, meus amigos, loss é loss, o nome já diz tudo.

Pois bem, seja o fato consumado, o Christian aqui do BV já me alertou que o calendário da seleção uruguaia só volta depois do dia 05 de dezembro e seria possível Aguirre terminar o ano conosco. Menos mal, eu diria. O cenário ideal, talvez, porque nos livraria do problema de pensar na manutenção dele ano que vem (se bem que considerando a boa campanha do time este ano, eu imagino que ele ficaria…).

Mas se tratando de Internacional, e que as coisas quase nunca dão certo pra nós, já estou vendo o Loss na casamata, perdendo o nosso Grenal da retomada, e a gangorra perdendo a chance de virar mais uma vez…

Perdoem as ideias pessimistas, mas não vejo a chance do Internacional trazer nenhum técnico dos que estão parados ou tirar um técnico empregado de outro clube. Se eu pudesse sugerir um técnico de cada status: desempregado, traria o Roger, e empregado, o Barbieri. Os dois pelo estilo de jogo mais “jogado”, porém, não acho que nenhum viria, e acho que também qualquer um que pegue o bonde andando neste momento vai ter dificuldade, pelo menos um mês pra se adaptar, e aí os confrontos diretos já vão ter passado.

Mas assim como semana passada, vamos torcer que eu esteja errado…

 

How useful was this post?

Click on a star to rate it!

As you found this post useful...

Follow us on social media!

Author: Victor Wolff

Share This Post On