OS CHATOS | BLOG VERMELHO : Sport Club Internacional

OS CHATOS

5
(6)

Fosse para um torcedor qualquer agir com a razão debaixo do braço, certamente esse indivíduo sequer mais assistiria ou pensaria em futebol. Futebol é feito de pitadas de loucura com doses generosas de falta de lucidez. Redundância? Pode até ser, mas isso é o que é o futebol e ponto final. As vezes mais, as vezes menos, mas sempre assim. Alguns definem como paixão, o que pra mim é outra coisa. Paixão pode ter loucura e falta de lucidez por um tempo; depois vira amor ou ódio (ainda que de si mesmo). Futebol quando nos pega é para sempre.

Aí quando chegamos às cercanias da Torcida Colorada eu sempre me pergunto se somos um pouco diferentes(?). E não para melhor(!). Obviamente tem a loucura e a falta de lucidez, mas tem também muita chatice. Muita gente chata, xarope e, não raro, sem um pingo de razão. Vejam bem, razão já não é o forte de qualquer torcedor de clube de futebol e, na humilde visão deste figurante da terceira idade, ainda é aquém em alguns torcedores do Internacional.

Não são todos, é verdade, mas são muitos. Uma perturbadora quantidade.

Lá atrás, antes das glórias dos anos 70, a Torcida Colorada vaiava o jovem Valdomiro. Eu sei porque vivi aquele tempo ainda que meio à distância, ainda. O rapaz por vezes já era malhado só por botar o topete na boca do túnel. Sorte a do Internacional e daqueles abobados que lhe vaiavam é que o catarina era um abstinado e não vencer com a camisa Colorada não passava por sua cabeça. Fora dos treinos, no seu período de folga, usava uns sapatos de ferro para ganhar força nos membros inferiores. Só parou quando venceu e como venceu… Está na galeria dos maiores de todos os tempos. Que estupendo jogador. Um homem de fibra e coragem.

Não vai muito, embriagados pela falácia da reconstrução, pós 2017, a torcida ia pro Gigante para bater palma até pra empate medonho dentro de casa. Demorou muito para cair a ficha. Demorou muito para Dourado, Edenilson e Cia ganharem do velho Bêra a sonoridade da última vogal do nosso alfabeto. Aí quando tudo parecia que era sem volta, bastou um joguinho mais ou menos aqui ou outro ali, para os heróis passarem incólumes. A culpa do empate do final de semana foi do garoto Estevão.

Com a idade dele eu já era homem feito, pagando aluguel e tudo mais na cidade grande. Na prática deveria ser tratado como adulto, que joga num time de massa como o Inter, cuja pressão é infernal. Não sabe lidar com a pressão, nem entra em campo. O futebol é, contudo, paternalista. É garoto e ponto final.

Tomara que o Estevão tenha na sua mente que desistir não é uma opção. Não vencer com a camisa do Internacional não é uma opção. Bom jogador me parece que é. Que a história assim conte. Tal qual grande jogador Valdomiro sempre foi. E que a história fez questão de nos contar.

É o que espero não deixar fugir da minha memória. Das grandes coisas que vi e dos grandes jogadores que botaram no bolso essa parte chata da torcida.

E os chatos são uma perturbadora quantidade impressionante de muitos. Tantos e tantos…

 

CURTAS                                                                              

– Vem cá, se empata com o poderoso Avaí em casa, vai ganhar de quem? Não foi esta pra seção “perguntinha”, pois, reconheço que o time tem evoluído e a bola teimou em não entrar. Mas que bosta de resultado;

– Vou me repetir porque velho sempre conta as mesmas coisas: acredito em redenção no futebol, mas parem de tentar nos atochar Rodrigo Dourado;

– Gabriel está longe de ser meu centromédio dos sonhos. Agora é mal necessário para oxigenar esse time e livrar-nos do mal verdadeiro;

– Me agrada o perfil e o futebol de Carlos de Pena. Pero não gostei das duas últimas atuações do uruguayo;

– Da outra vez minha suerte guaraní só serviu pra derrubar o velho treinador. Não foi de toda perdida, é verdade. Menos mal que o Internacional parece ter muito mais suerte nas polcas paraguaias que eu já tive outrora.

 

PERGUNTINHA

Taison não joga por estar servindo na Ucrânia?

 

Vaiamos os que merecem, Torcida Colorada!

PACHECO

How useful was this post?

Click on a star to rate it!

As you found this post useful...

Follow us on social media!

Author: Nestor Pacheco

Share This Post On