Mais um pouquinho | BLOG VERMELHO : Sport Club Internacional

Mais um pouquinho

3.9
(18)

É verdade que as mudanças no Internacional estão parecendo um tanto quanto lentas. Quer na chegada ou na saída de jogadores. Claro que falo disso no que tange o interesse da torcida: chegada de atletas com estofo de titularidade; saída de jogadores que não aguentamos mais ver com a camisa Colorada. A rigor, pois, ainda não chegou ninguém. E saiu mesmo, somente o Uendel: uma rescisão “amigável” que certamente sugere que o Inter pagou ou terá de pagar alguma coisa. Mas ainda temos posições de carência: zagueiro central, lateral esquerdo, centro médio e talvez mais um atacante de lado. E ainda aguardamos a saída de um dos goleiros (caros para um sempre ficar no banco), de Rodrigo Lindoso (embora ache improvável), de Marcos Guilherme (que não consegue se ajudar). Acho que é por aí. Mais alguém que eu não tenha referido? Já no tocante a situação de Abel Hernandez, deixo claro que sempre achei um jogador útil e que deveria ficar. Porém, diante do vazamento do quanto custa mensalmente, já não detenho mais esta convicção. Para ficar tem que baixar bem o salário.

Em suma, o resumo dos negócios do Internacional: muita especulação e pouca efetividade. Ainda acho que podemos ser surpreendidos com chegadas de nomes que ninguém sequer desconfia. A ver, pois.

Por outro lado, e aqui pouco se falou disso pelo que vi, anunciamos dias atrás como novo gerente executivo das categorias de base o argentino Gustavo Grossi. Com trabalho reconhecido no River Plate, certamente Grossi é uma das maiores contratações do futebol brasileiro nos últimos tempos, mesmo não sendo jogador. Sei que muitos dirão que estou sendo piegas, mas a verdade é que você, queira ou não, tem que aceitar que o futebol não é mais o mesmo aquele que cresceste vendo. Já não mais basta dispor de 11 em campo e esperar pelo momento certo do sucesso. O sucesso no futebol hoje começa muito antes das tão almejadas taças. É a realidade. Certa feita, o senhor João Paulo Medina (gestão Fernando Miranda) fora defenestrado após uma entrevista dizendo que os resultados do trabalho que estava sendo implantado seria colhido em alguns anos. E o que aconteceu? Ahhh, pois é. Tanto por isso, devemos saudar a chegada de Gustavo Grossi. Ontem, ademais, foi anunciado o novo CEO do clube: Giovane Zanardo.

Ou seja, a diretoria está cumprindo as promessas de campanha. E que bom. Chega de administrar o Inter como se fosse um boteco.

Por outro lado, concordo que somos um clube de futebol e a torcida, em sua grande maioria, tá pouco se importando com questões administrativas e financeiras, embora devesse e muito. Melhorou bastante, mas ainda estamos longe. Só por ser um clube de futebol pensamos com requintes de passionalidade: queremos saber mesmo de jogadores bons – titulares, e conquista de títulos. Difícil, noutra banda, criticar isso, afinal, estamos na fila há algum tempo.

Todavia, recordando o aniversariante do dia, o gigante Fernandão e tomando pra mim uma licença poética, vos conclamo: mais um pouquinho! Estamos chegando no máximo da falta de paciência, mas sim, precisamos ainda aguentar mais um pouquinho.

Grande Fernandão! Feliz Aniversário, aonde estiveres, sempre olhando pelo nosso Colorado.

How useful was this post?

Click on a star to rate it!

As you found this post useful...

Follow us on social media!

Author: Bruno Costa

Share This Post On