Flores e espinhos | BLOG VERMELHO : Sport Club Internacional

Flores e espinhos

4.7
(15)

Li críticas, sobretudo aqui mesmo no Blog Vermelho, sobre o gasto empregado pelo Internacional na reformulação do CT Morada dos Quero-Queros, em Alvorada, hoje sediando o núcleo das categorias de base do clube. Entendi a censura em razão de ser um investimento em algo que não é próprio, mas alugado (ao que sei, o proprietário é Paulo Cezar Carpegiani). De fato, gastar dinheiro reformando algo que vai acabar valorizando o patrimônio alheio é complicado. Mas, será mesmo neste caso que só valoriza o dinheiro do outro?

A rigor o dinheiro que colocou o clube outrora em condição de superávit fora o decorrente da venda das joias da base. Neste ano, que se promete um superávit na casa dos 300 mil, irrisório no quesito contábil se levarmos em conta as cifras milionárias que rondam o futebol, porém de relevância no contexto anímico da coisa, simbólico eu diria, o alcance só foi permitido pelas vendas de jogadores oriundos (ou com passagem ainda que breve) da base. Daí, questiono novamente: será mesmo neste caso que o investimento feito na estrutura do Carpegiani somente valoriza o dinheiro dele?

Respondo que acho que não.

Primeiro, que não sabemos a realidade contratual e nada impede que o próprio Clube depois busque uma composição com o proprietário para ressarcimento ainda que parcial (provavelmente, a obra teve o aval dele). Segundo, que se queremos voltar a ganhar dinheiro com a base precisamos efetivamente investir nela, dar subsídios, estrutura compatível com o tamanho do Sport Club Internacional. Aquele CT hoje é do Internacional, tem nome e escudo na parede, e não do Carpegiani.

Terceiro, e por último, que se engana quem diz que “deveriam ter pego este dinheiro e começado a investir no CT de Guaíba ao invés de ‘botar fora’ em imóvel alugado…”: a uma, que o 1 milhão e pouco gasto não faz nem cócegas lá em Guaíba; capaz de ser o necessário apenas e tão somente para fazer a estrada de acesso e a terraplanagem necessária; e só. A duas, que o Internacional ainda não tem toda a liberação do setor púbico para iniciar as obras, inclusive da prefeitura de Guaíba; e isso não é culpa do Internacional ou da diretoria, isso é Brasil! Bem-vindos ao Brasil!

Então, parabenizo a ação da diretoria pela reforma do CT de Alvorada. Pelas imagens parece ter elevado e muito o projeto de profissionalização do Clube. Aliás, cumpre-me repisar também a felicitação por termos Gustavo Grossi como Diretor, realmente um profissional da área. Gostem vocês aqui ou não, o caminho parece estar sendo o mais apropriado. Ponto. Para não dizer que não falei de flores…

Para não dizer que não falei de espinhos, igualmente, adianto que não acho uma boa ideia a remarcação dos jogos do Internacional em face da convocação do Edenilson. Somente fará com que tenhamos de entrar dezembro a dentro amontoando jogos, talvez numa fase efetivamente decisiva do campeonato. Afora que mais tempo para treinar não está fazendo o Inter um bom time. Pragmático, como uns aí definiram, no máximo. Não obstante, excetuando-se o jogo do Ceará, talvez, sequer deveríamos precisar do time titular para vencer (na teoria), em casa, de Chapecoense e América; convenhamos. Igualmente, tendemos a despencar na tabela com 4 jogos a menos (no cômputo geral) e vai saber a reação emocional da patota do vestiário Colorado com isso.

Em suma, em matéria de Internacional não se deve dizer que existem dois caminhos: flores e espinhos. Tudo é parte de uma coisa só.

 

EDITADO: Superada a questão do adiamento das partidas que não mais ocorrerá, a princípio.

How useful was this post?

Click on a star to rate it!

As you found this post useful...

Follow us on social media!

Author: Bruno Costa

Share This Post On