Colorado é coração…

Tempo de Leitura: 2 Minutos

Alguns jogos são especiais, seja lá o motivo, adversário, título, comemoração; e nesses, o que importa é o resultado. Bem lembrado por um companheiro do blog: contra gremio e Corinthians, importa resultado, o resto a gente deixa com o Neto.

Nao importa se com gol impedido, de mão, com falta no goleiro; se for tudo junto, melhor, e se for aos 52 do segundo tempo, é o nirvana.

Neste tipo de jogo, colorado é coração. Vencer com chocolate, goleada, olé, de virada, com um a menos, pode ser melhor, ideal, mas depois não vai fazer diferença, pois o que conta é o resultado.

Eliminar o Corinthians no estádio que vai ser penhorado é o que basta, com toda torcida, melhor ainda; plus a mais do popular.

Por isso pouco importa o jogo e as tentativas do Zago de estragar o time. Anselmo anula Dourado mais que qualquer atacante adversário, e não saberemos se a saída de Roberson foi um favor ou pura sorte, porque o cabeludo meteu medo neles mesmo sem jogar nada.

Precisando do resultado, Zago foi Zago, empilhando atacantes sobrepostos, sem saber qual a função. Funcionou, Carlos cabeceou e Nico, o da beirada, provocou o contra.

Depois foi um festival de não sei onde fico, só sei pra onde vou, que garantiu o empate, tanto pela pontaria errada como pelo goleiro que substitui o que achávamos insubstituível. Lomba fez suas duas melhores apresentações, em sequência, salvadoras, tal qual o ombro do Ortiz. Fiquei uns dias sem poder falar, só digitando.

Num lance só foram uns quatro colorados no mesmo carrinho, jogando o coração contra a bola. Era como aquela velha gauchesca canção: se a força faltar no braço, na coragem me sustento. Veterano.

Pênalti é loteria, normalmente pra quem perde, mas quem se importa com a frieza do Diego arrematando a classificação? Já tinha colocado na cal antes, mas Carlos foi fominha e não viu Brenner.

Importa é que eles estão fora, por nossos pés e mãos do Lomba, e nem mais lembro quanto foi, quem errou, quem falou. Só lembro do silêncio dos sinalizadores.

Algumas partidas definem como será o time, a estratégia, a tática, os jogadores, outras só importa a camisa, e colorado é coração acima de tudo.

Nesta última quarta, nossos jogadores honraram a camisa, o símbolo  e nossos cânticos. Que seja assim até o fim.

Author: Mauro loch

Share This Post On
Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com