Apodi e a Americanization Do Football Brazileiro | BLOG VERMELHO : Sport Club Internacional

Apodi e a Americanization Do Football Brazileiro

0
(0)

DUAS COISAS:

1– Faço essa postagem não para fazer piadinha com o Grêmio…esse Blog não é o tipo de Blog pra vir ver Meme de Grêmio….a não ser é claro um dos melhores videos que fiz na minha vida o “Immortal Morreu (2007)” como exeção.

Faço esse Post sobre o gol do Apodi para aplaudir o atleta que confirma o que escrevo a anos aqui, vontade é tudo ou quase tudo. Sem vontade o Messi não passa de um Anderson (Não que com vontade um Anderson vire um Messi).

Ao 50 minutos do segundo tempo com o jogo empatado em 2, depois de estar perdendo de 2, a Chapecoense poderia se dar por satisfeito. Segurar a bola e esperar o jogo terminar. Mas num contra ataque o Apodi que poderia ter trotado como 99.9% dos jogadores fazem decidiu dar um pique Olimpico lá da defesa que NINGUEM do Grêmio esperaria. “Ninguem no futebol faz isso…ainda mais aos 95 de jogo, fora de casa e já levando um ponto do Grêmio”. Apodi foi pra Warp Speed 2 e envergonhou a defesa gremista passando por eles como nunca antes visto. Recebeu o passe, avançou, chutou e fez o gol da vitória. A Maioria dos jogadores não teriam feito aquilo. Mas a vontade do Apodi era de ganhar , matar o jogo. Foi inteligente, viu uma grande oportunidade.

Está de parabens, é animador ver isso.

 

2– Assistindo um programa do PFC o ex zagueiro Edmilson falou algo importante. Hoje em dia há pouca motivação para jovens atletas se dedicar como no passado. Vivem numa bolha, com 15 anos já ganham 15 mil por mês, o Pai para de trabalhar, é protegido. Com 18…faz contrato e recebe 100, 200 mil por mês e vive vida de rico, mesmo sem ter feito muito ainda na carreira e muitas vezes nem participando de jogos!

Outro fator que afetará a safra de jogadores. No passado jogadores passavam horas na infancia jogando bola em tudo que é lugar, gramado, areia, salão, terrão etc… por diversão mesmo. Em muitos casos hoje em dia estão “Americanizando” (Minha opinião nao do Edimilson) o jogador. Aqui nos EUA esse é um dos maiores problemas…tem muito jogador jovem, talz mais do que no Brasil….mas só jogam jogos de torneios oficiais de suas escolas, só treinam com bola com esses clubes e fora disso nunca olham um bola de futebol. Por isso que falta aquele algo a mais no jogador dos EUA, aquela jinga, manha, maladragem. Meu sobrinho aqui é assim. Tem 16 anos joga desde os 7…já jogou 1000 horas em jogos oficiais mas dificilmente toca numa bola fora do time da escola. Se colocasse ele num jogo de terreno baldio no Brasil com garotada que joga pelada todo dia, iria passar vergonha.

Mas infelizmente o futebol está nesse caminho..uma especie de elitização no gramado e não digo isso pelas condições sociais do jogador jovem, mas pela extrema organização “des-orgânica” que o futebol tá virando. Incrivelmente o futebol Brasileiro está incorporando o esquema Americano em vez do contrário.

How useful was this post?

Click on a star to rate it!

As you found this post useful...

Follow us on social media!

Author: Schroder_USA

Moro nos EUA desde 1 ano de idade com passagem de 6 anos em Porto Alegre de 79 até 85. Meu primeiro time de futebol foi o Cosmos de Pelé, fui a varias partidas inclusive a despedida do Rei em 77. Ainda criança em 79 dei sorte e cheguei em tempo para ver o Tri-Invicto e me viciei no Inter. Comecei o BV em 2005 durante o roubo do STJD no Brasileirão. Mas nossa sorte mudou pra melhor. Fui aos 2 Mundiais. Fiz os documentários Soy Loco Por Ti America e depois o Soy Loco Por Ti Mundo. Sou Fotografo Profissional, votei no Obama duas vezes e sou casado com uma Americana :)

Share This Post On