Valores em queda

Tempo de Leitura: 2 Minutos

“O trabalho será muito mais de reconstrução da instituição e dos valores dela do que só o departamento de futebol.” – Alexandre Werner RS

Começo este texto com a frase acima, de Alexandre, leitor do BV, que resume muito bem o que espera o clube e a torcida daqui pra frente. Cairíamos de todo modo – apenas os desesperadamente esperançosos viam escapatória – mas poderíamos ter caído de pé, lutando, com humildade, trabalho, honra.

Mas Vitório Piffero, Fernando Carvalho, demais membros da direção de futebol do Inter, os conselheiros que os apóiam, Celso Roth e boa parte do grupo de jogadores do clube, todos eles, não estavam satisfeitos. Era preciso fazer o serviço completo, era preciso arrasar o que clube tem de mais valioso: seus valores.

OPORTUNISMO a partir de uma tragédia sem precedentes no futebol brasileiro: cancelar a rodada com o fim de anular os rebaixamentos.

MESQUINHARIA e INSENSIBILIDADE, ao falar em “tragédia particular” na mesma frase em que se menciona a tragédia da Chape.

IRRESPONSABILIDADE ao permitir que jogadores viessem a público externar uma posição que não lhes cabe tomar, sem total concordância de todo o clube.

DESORGANIZAÇÃO completa, ao não terem o mínimo controle das opiniões externadas por integrantes da direção, da comissão técnica e do clube. Cada um fala o que quer, cada um faz o que quer, não há sintonia, não há unidade, não há nada.

Haverá luz no fim desse purgatório? Será a próxima direção capaz de romper radicalmente com essas figuras agora infames que destruíram o clube?

Minha vida nem é tão longa mas já me ensinou que sempre é possível piorar. Amig@s colorad@s, eu vos alerto: se não pressionarmos, vai piorar. Um clube que perde seus valores, perde aquilo que cria identificação com seus torcedores. Um clube que consegue a proeza de ver seus torcedores com raiva e vergonha, perde tudo.

Precisamos refundar o Sport Club Internacional nos valores que um dia defendeu: garra, raça, técnica, humildade, democracia, gestão de vanguarda, transparência e profissionalismo (lembrança do leitor Etz_POA).

E não se iludam: ou nós, torcedores, fazemos isso acontecer, ou veremos nosso clube definhar. De que formas podemos fazer isso, ainda não sei. Vamos pensar juntos. Temos que criar um grande movimento refundador de nosso clube e é pra ontem.

Author: Pablo Faria

Mais um torcedor colorado, mas goiano. Além disso, linguista como profissão e músico/cantor nas horas vagas.

Share This Post On
Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com