LUTO

5
(13)

Recebemos uma notícia muito ruim hoje, do falecimento do pai do Louis, o criador e mantenedor deste blog.

Um colorado ilustre que não tive o prazer de conhecer, mas que certamente teve uma vida meritória pelo filho que criou. Foi levado por um câncer. Será homenageado no velório vestindo a camisa do Inter. Meus sinceros pêsames, e que a família encontre força e conforto nessa hora difícil.

Já tinha escrito que falar de futebol em alguns momentos é uma tarefa muito difícil, e tenho certeza que este é um destes momentos. A perda de um ídolo é um sentimento avassalador, é a perda de uma referência, de um norte, uma luz que sempre ilumina nosso caminho, ainda que seja completamente diferente do que foi trilhado.

Por mais que nossos ídolos saibam que não são eternos, e cuja maior recompensa é conseguir que andemos sozinhos, que não os sigamos, nossas vitórias sempre têm seu olhar, seu regojizo interno.

Nas derrotas e dificuldades eles estão sempre ali, silenciosos ou não, conselheiros ou críticos, mas sempre apoiadores, sempre alguém com quem podemos contar, um abraço, um sorriso, uma reprimenda. Uma presença.

Entretanto, perder um ídolo não é esquece-lo, é apenas saber que mais um dever foi cumprido, e que a vida sempre nos leva em algum momento, por mais que os queiramos imortais.

Perder um ídolo é um sofrimento que não tem cura, não tem remédio, e qualquer boa lembrança, dos momentos mais felizes, é seguida do vazio de não se repetir. Talvez o conforto esteja apenas em saber que, como ídolo, eles sabiam que isso iria acontecer.

Porque pai é sempre um ídolo.

How useful was this post?

Click on a star to rate it!

As you found this post useful...

Follow us on social media!

Author: Mauro loch

Share This Post On