ATENÇÃO Á EXCEÇÃO | BLOG VERMELHO : Sport Club Internacional

ATENÇÃO Á EXCEÇÃO

4.9
(13)

Apesar do resultado, fomos mal contra o Aimoré, e jogamos de maneira pior ainda na Bolívia, mas contra o Esportivo, abstraindo o adversário, jogamos bem, todos foram bem, com algumas exceções.

Não dá pra desprezar um 5×0 contra qualquer adversário, ainda mais que foi um placar construído durante o jogo todo, com um time reserva.

Algumas certezas creio que Ramirez passou a ter neste jogo, e são certezas importantes. A primeira é que Palacios joga melhor pela direita, tem mais desenvoltura para tentar driblar para a ponta, parece que se sente mais à vontade pelo lado direito, inclusive para assistências.

No mesmo lado, é certo que Patrick não tem a menor condição de jogar pelo lado direito. Já tem pouca produtividade pelo lado esquerdo nesse novo esquema, e pelo lado direito não rende absolutamente nada, nem em termos táticos, nem em termos técnicos.

Outro ponto importante é que a exceção confirma a regra, e Rodinei fez uma partida de exceção. Há comentários de que entendeu melhor a proposta de Ramirez, mas não é possível reeditar um jogador que, durante um ano inteiro, não fez nenhuma apresentação confiável, e em um jogo contra um time rebaixado no Gauchão, vira craque. Rodinei acertou cruzamento, que nunca acertou durante um ano, fez duas infiltrações pelo meio, em belo passe de Palacios, coisa que o lateral nunca fez durante um ano, e recebeu outra bola de Lindoso, em falha meio grotesca da zaga, fazendo o gol, o que também só tinha feito uma vez em um ano. Espero que tenha sido a partida de despedida.

Lindoso lento é craque, sem ninguém para acossá-lo, acerta passes e até desarma, mas em qualquer jogo com necessidade de velocidade, se desmancha, e é outro que só ocupa vaga de quem, pelo menos, tem chance de ser melhor ganhando menos. Jonnhy parece que ocupou a função quando entrou, e pela entrevista, é o jogar que se prepara para a titularidade.

Os zagueiros não foram mal contra um time que mal atacou, mas é o setor que precisa de reforços com mais urgência, até pela inexperiência dos reservas, considerando que, tradicionalmente, é uma posição muito difícil de se afirmar na juventude. Numericamente falando, também precisamos, pois duas lesões e um cartão desmontam o sistema defensivo.

Léo Borges foi bem, mas espero mais desse guri. Tem chute, passe e movimentação, mas ainda não fez sua partida de exibição nos titulares.

Nonato fez sua melhor partida desde a Libertadores com Odair, quando entrou com Patrick lesionado. Com os devidos descontos, foi o Nonato que se espera, mas é outro que a exceção pode fazer valer a regra, e só convence a torcida se repetir boas atuações, com passes mais ousados e velocidade para aparecer na frente.

Praxedes foi o jogador que mais se movimentou no time, aparecendo nas duas pontas, no meio, e fazendo as tabelas com os laterais e extremas. Joga na parte mais difícil do campo, perto da área adversária, pelo meio, setor congestionado nas retrancas, e é o responsável pela distribuição das bolas. Praxedes é muito criticado, mas o vejo em evolução e com muita movimentação. Seu jeito desengonçado contribui para as críticas, mas é um jogador que pode render mais, e, na ausência de Taison, foi oque melhor se apresentou para a função até o momento.

As exceções que não foram bem são MG, por óbvio, que, mesmo contra um time fraco, e quando entrou, já sem interesse no jogo, conseguiu errar todas as jogadas, passes e movimentações. Ou escolhe outro time para jogar, ou vai ficar só recebendo salários e ocupando espaço.

Patrick foi nulo pela direita, novamente, e melhorou pela esquerda, mas ainda não compreendeu, ou não quer compreender ou não se adapta ao jogo que Ramirez quer impor. Minha opinião é que não consegue fazer o jogo de movimentação e passes, pois nunca foram suas características, e deve perder o lugar no time.

Yuri foi muito bem, embora não seja jogador para reter a bola. Tem presença na área, é inteligente e chuta, e sabe passar, além de jogar em velocidade, sigo achando que renderia muito aberto pela esquerda, com Guerrero ou Galhardo.

Daniel foi pouco exigido, mas mostrou o que é saber sair jogando com os pés sem passes laterais. Acredito que deveria ter mais chances, pois é importante no modelo de jogo de Ramirez, e Lomba já mostrou que se complica com a bola.

Por fim, Lucas Ramos  foi a boa notícia, partindo pra cima, aparecendo na frente, marcando e passando bem. É um jogador em que acredito muito, e gostaria de vê-lo testado na função do Edenílson. Além disso,  bate faltas, coisa que ninguém além de Guerrero sabe fazer no time.

Ramirez segue fazendo testes, como Dourado na zaga (necessidade) e invertendo o lado de Patrick. Espero que tenha notado os equívocos de algumas tentativas e firme alguns jogadores como primeira opção, e passe a fazer outros testes com outros jogadores, até achar o time ideal. Só não pode demorar muito.

How useful was this post?

Click on a star to rate it!

As you found this post useful...

Follow us on social media!

Author: Mauro loch

Share This Post On