PRÉ-JOGO: INTER X Juventude | BLOG VERMELHO : Sport Club Internacional

PRÉ-JOGO: INTER X Juventude

Depois da goleada sobre o São José, o INTER recebe o Juventude hoje, às 19h15, no Estádio Beira-Rio. A última atuação foi boa, com ótimos destaques individuais e com um placar elástico: 4×0. Vejo alguns torcedores extremamente empolgados, porém, vamos lembrar que o “Saint Joseph” é da Série D, e que não ganhou nenhum jogo longe da sua temida grama sintética. Como já disse, tivemos algumas aparições destacadas, como a de Patrick. O volante/meia/lateral jogou aberto pela esquerda na linha de 3 do 4-2-3-1 de Odair, e contribuiu ao time com desarmes, assistência e alguns chutes de fora. Não é nenhum craque, mas desempenhou bem demais a função. Muito superior ao que se indicava no início da temporada, com Camilo. William Pottker foi bem também, gols, passe para o tento de D’Ale. Uma coisa importante nele é que parece ter melhorado a finalização, e finalmente, não é mais um escravo como era com Guto Ferreira. Rodrigo Dourado fez novamente um jogo péssimo, assim como Dudu.

Vamos ao histórico! INTER e Juventude formam o clássico JuveNAL. São 194 partidas, com 113 vitórias coloradas, 45 empates e 36 derrotas. Marcamos 380 gols e sofremos 174. A primeira partida foi em 20 de dezembro de 1936. Tal jogo também marca a maior goleada colorada no duelo: 9×0. Já o último encontro foi em 9 de setembro de 2017, pela Série B. O Juventude derrotou o colorado no Alfredo Jaconi por 2×1. O tento alvirrubro foi marcado pelo chileno Felipe Gutiérrez (que na semana passada, rescindiu com o Real Bétis e assinou com o Sporting Kansas City, dos EUA). Abaixo, os gols:

 

A última vitória colorada foi na final do Gauchão de 2016, no dia 8 de maio, quando aplicamos 3×0 no Juventude, só com gols de cabeça. Só os ‘cracks’ marcaram: Eduardo Sasha, Paulão e Gustavo Ferrareis. O Inter já havia vencido nos domínios rivais por 0x1, então, ficou com o título.

 

O confronto marcante é extremamente dolorido para os colorados. Em 1999, nos anos dourados do Juventude, o Inter e o alviverde caxiense se enfrentaram na semifinal da Copa do Brasil, no Beira-Rio, depois do empate no jogo de ida em Caxias (0x0). Os “papos” não tiveram piedade: aplicaram 0x4 em pleno Gigante, e acabaram classificados para a final aonde também superariam o Botafogo.

Além disso, o único título gaúcho do Juventude, foi conquistado sobre o Inter e também no Beira-Rio, 20 anos atrás. Os caxienses superaram o colorado no Alfredo Jaconi por 3×1, e seguraram o 0x0 nos domínios vermelhos.

Sobre o adversário: Dos times do interior gaúcho, o Juventude é considerado o mais tradicional e vitorioso. Afinal, é dono de grandes títulos para a realidade do clube: Copa do Brasil, Série B e um Gauchão que foi conquistado de maneira INVICTA. Além disso, é o único time afora a dupla Gre-NAL que nunca foi rebaixado para a segunda divisão Gaúcha. O clube foi fundado em 29 de junho de 1913, e manda seus jogos no estádio Alfredo Jaconi, que tem capacidade para 19.900 espectadores. Seu maior rival é o outro time da cidade, o S.E.R. Caxias, formando o famoso clássico Ca-Ju, e lógico, também tem a rivalidade com o Inter que forma o Juve-Nal. Pelo papo, já passaram algumas personalidades famosas, como: Felipão, Cafú, Thiago Silva, Naldo, Levir Culpi, Cuca, Dante, Ricardo Gomes, Túlio Maravilha e um dos maiores ídolos da história colorada, ÍNDIO. Era lá que ele jogava quando o Internacional o contratou em dezembro de 2004. Resultado: 391 jogos, 33 gols, Mundial de Clubes, duas Libertadores, duas Recopas, uma Sul-Americana e muitos títulos gaúchos. No atual elenco, os destaques são o goleiro Mateus Cavichioli, os zagueiros César e Fred, o lateral Pará, os meias Bruno Ribeiro, Gui Finkler, Leandro Lima, e os atacantes Ricardo Jesus, Yuri Mamute, Guilherme Queiroz e Jô. A equipe é comandada pelo treinador Antônio Carlos Zago (sim, aquele que treinou o Inter ano passado entre janeiro e maio).

ESCALAÇÕES:

INTER: Danilo Fernandes; Dudu, Klaus, Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Edenílson, D’Alessandro, William Pottker e Patrick; Leandro Damião.

Juventude: Douglas; Vidal, César Martins, Fred e Pará; Amaral, Mateus Santana, Leandro Lima, Felipe Lima e Jô; Guilherme Queiróz.

Arbitragem: Daniel Bins, auxiliado por Tiago Augusto Kappes Diel e Andreza Vanni Mocelin.

A transmissão: SporTV2 e Premiere FC, ambos transmitidos por Luiz Alano e Batista.

Os ingressos: Para setores livres, R$ 40,00 e cadeiras centrais, R$ 80,00. Para quem for sócio, idoso, menor de 16 ano, doador de sangue ou tiver carteira de estudante, paga metade destes valores. Os canais de venda se dão pela bilheteria do Gigantinho, no edifício Garagem do Beira-Rio (ingressos VIP), ou pela internet, através do site: https://www.internacional.superingresso.com.br/#!/home

Por momento é só, coloradagem. VAMO INTER!!!

Author: Arthur

P7 manda

Share This Post On