O sorteio e o acaso | BLOG VERMELHO : Sport Club Internacional

O sorteio e o acaso

Ano passado Odair estava “prestigiado”, com uma demissão quase eminente e um Grenal que se avizinhava como um provável prego no caixão do treinador. O rival vinha embaladíssimo e a equipe colorada flertava com a zona de rebaixamento.

Quis o destino que D´alessandro se machucasse, o técnico então formatasse o time no 4-5-1 com o simples objetivo de não perder, a defesa se consolidou e veio uma sequencia de 10 jogos de invencibilidade que devolveu a confiança ao grupo e foi o divisor de águas para a campanha colorada que colocou o clube de volta na Libertadores.

A alteração acima não foi convicção do treinador, e sim um acaso. O mesmo que afastou Pottker do time em boa parte da competição, que coincidentemente aconteceu nos melhores momentos colorados no certame.

Esse tal de destino é um troço meio doido.

O destino esta agora empurrando goela abaixo a titularidade do Nonato (a lesão de Patrick é o ponto).

Zeca esta crescendo de produção porque quiseram os céus o Palmeiras não quis negociar o Fabiano com o Inter.

Sarrafiore e D´alessandro tem feito boas atuações quando centralizados, mostrando o caminho (apesar da insistência e amor incondicional de Odair pela trinca de volantes).

Enfim, a sorte (destino) tem ajudado, os sinais estão claros e Odair só precisa enxergar o óbvio… Eis ai que reside o perigo, e o pêndulo que oscila entre a tênue linha da convicção e teimosia é ponto chave para indicar o que este time pode aspirar!

O destino agora nos coloca no caminho do Nacional, campanha consistente (4v,1e,1d), 2ª melhor defesa da competição continental. Engana-se quem pensa em jogo nada menos que encardido, assim como o é um possível cruzamento com times brasileiros nas fases seguintes.

Falo isso porque teve um dirigente gamba que classificou um recente sorteio como “presente dos deuses”. Semanas depois o Corinthians de Tite era eliminado pelo Guarani do Paraguai em casa, numa eliminação surpreendente, e é claro, muito satisfatória!

O recado é claro, não tem jogo fácil a partir de agora! (ao contrário da Libertadores 2017).

Manter o foco e aproveitar o bom momento é fundamental, e começa pelo jogo contra o CSA em casa, onde qualquer aspiração senão a vitória é incabível.

Se o time apresentou boas atuações contra rivais de peso (Flamengo, Palmeiras, River e Cruzeiro) é no minimo de se esperar que mantenha o momento e apresente bons resultados na sequência que além do time alagoano contempla Santos fora e Avaí em casa, ladeados pelos confrontos contra o Paysandu pela Copa do Brasil.

O acaso tem nos ajudado! Falta agora a nossa parte, e ela passa por decisões supostamente difíceis, mas que quando voltadas apenas exclusivamente para o que as 4 linhas tem mostrado, torna-se muito mais fácil!

@Davi_Inter_BV

PS: Saiu o ranking de roubadas de bola do Brasileirão (aqui) e o Inter lidera o quesito, com Cuesta, Zeca (!!!) e Rodrigo Lindoso com destaque na estatística!

Avatar

Author: Davi

Share This Post On