Sonho meu

4.4
(11)

Resolvi me repisar e manter a discussão em torno do tema, eis que neste momento qualquer outro assunto, que não a ideia de retomada do futebol de uma maneira ou de outra, não haverá de trazer muito conforto a ninguém, mesmo. Acabo parecendo o louco que acho que tem que arriscar (vidas, inclusive) e voltar, pensando no futuro preocupante que nos espera pela frente. A Direção, baseada nisso, deve ser ainda mais louca do que eu… Só que os caminhos da realidade brasileira no combate a pandemia se mostram nebulosos, ao passo que se esperarmos tudo ficar bem, quem sabe nem no corrente ano mais estaremos. Enfim, sei que é espinhoso tratar do tema e reiterar é ainda mais desgastante. Só que não vou mudar de opinião, continuo achando a volta do futebol fundamental.

Dito isto, soube que o Secretário Estadual de Esporte e Lazer, Sr. Francisco Xavier, esteve hoje pela manhã no CT Parque Gigante e elogiou os protocolos sanitários realizados pelo Sport Club Internacional, referindo que o que vem sendo adotado pelo Clube sequer são realizados outros segmentos da sociedade, conforme matéria de ZH: “Maravilhosa (a visita). Protocolos moderníssimos, tudo muito bom. Não existe segmento na nossa sociedade que faça 10% do que os clubes estão fazendo”.

Parece que os Clubes (creio que a posição do nosso coirmão seja a mesma) ganharam um importante aliado neste retorno que, muito provavelmente, restará restrito a jogos na Capital, quem sabe até mesmo utilizando os campos suplementares da dupla. É talvez uma melhor alternativa, ou quem sabe uma tentativa. No que tange ao coronavirus, convenhamos, a lógica é que parece que não tem lógica.

Nesta toada, após cerca de cinco dias de folga, jogadores Colorados voltaram a treinar. Lembrando que ainda restritos, visto que coletivos não foram autorizados pelo Poder Público. Afora esta questão, o que permeou o noticiário nos últimos dias é a possível venda do centroavante reserva.

Conforme vem sendo ventilado, o atacante Gustavo (o Gustagol), que por aqui não balançou as redes, embora oportunidade tenha surgido, estaria sendo repassado ao futebol da Coréia do Sul, restando pendente justamente a autorização do Inter. Não tanto pela possível falta de reposição, mas muito em razão de uma diferença na casa de 500 mil reais (estaria sendo vendido abaixo da multa) que nossa diretoria, com razão, não está querendo abrir mão. Fala-se, inclusive, que os demais clubes estão pensando em compensar o Internacional, diminuindo sua parte na fatia do bolo. Sinal, obviamente, que todo mundo tá precisando de grana e o Inter, ainda mais, já que 500 mil para quem investe em um monte de pangaré e teve um baita prejuízo no negócio de Guilherme Parede, por exemplo, nem parece tanto assim.

A questão que fica, daí nas quatro linhas, é quem poderia alçar a posição de centroavante reserva? Não creio que tenhamos alguém pronto na base e pelo que lembro agora a alternativa seria buscar de volta o Pedro Lucas, o que acho pouco provável. Sonho meu, é verdade, mas talvez o mais fácil fosse visitar Nilmar e convencê-lo a voltar. Não creio que preparo físico seja algo tão problemático. Mas isso é sonho, eu sei. Tenho vivido disso, ao que parece.

How useful was this post?

Click on a star to rate it!

As you found this post useful...

Follow us on social media!

Author: Bruno Costa

Share This Post On