INTER x Santos

4.2
(25)

Nós Colorados muitas vezes, pelo Internacional, fazemos coisas que beiram quase a irracionalidade. Certa feita, muito provavelmente em 1997, queria muito ir ao Beira Rio ver um jogo em meio de semana, a noite. Não tínhamos carro, de modo que chegar era razoável, mas vir embora um martírio. Meu pai passou o dia inteiro buscando uma carona e nada feito. Estava desacorçoado, quando o velho mandou eu me fardar que iríamos de qualquer jeito. Eu só pensava no jogo e não estava nem aí para a volta. Pois no fim dormimos num hotel. Pensa bem, o dinheiro nem estava sobrando e dormimos num hotel e no outro dia viemos de volta para casa.

Mas o jogo valeu a pena, Inter salvo engano goleou e o adversário era … o Santos.

Pois o mesmo adversário, hoje, marca nossa estreia no Campeonato Brasileiro dentro de casa. Não é o Santos mais forte e organizado dos últimos tempos, vem mal das pernas financeiramente, trocou de treinador e talvez queira mostrar serviço ao novo comandante. Mas, convenhamos, é jogo para ganharmos e o time de Coudet voltar a jogar aquele futebol antes da parada.

Portanto, é jogo para só pensar em vencer.

Não teremos a estreia do Yuri Alberto pelo visto, tampouco do zagueiro Lucas Ribeiro que, a rigor, já creio que não jogaria mesmo que Bruno Fuchs estivesse vendido. Aliás, penso que num primeiro momento Rodrigo Moledo volta à titularidade ao natural. Também acho que deveria ser testado o garoto da base na lateral esquerda, Leo Borges. Não sei se vai acontecer. Enfim. Talvez Praxedes ganhe mais tempo e siga no time; e que tenha mais coragem desta vez. Quem sabe seja boa oportunidade para colocar Peglow em campo por um tempo razoável?

Mas, como falei, é jogo para só pensar em vencer.

Que venha só a vitória, pois.

How useful was this post?

Click on a star to rate it!

As you found this post useful...

Follow us on social media!

Author: Bruno Costa

Share This Post On