Fora do Rio Grande

4.8
(10)

Quisera minha opinião restar atropelada pelas circunstâncias: quatro casos de coronavirus entre jogadores do Sport Club Internacional. Dois desses, aliás, com nomes vazados na imprensa e outros dois sob fortes suspeitas. O que quero dizer é que isso parece arrefecer a ideia de volta do futebol, ao menos para mim. Mas é a realidade também do Clube? Não.

A semana, em verdade, começou com o comunicado do coirmão que estaria a caminho do estado vizinho de Santa Catarina, onde fará uma espécie de inter temporada na cidade de Criciúma, podendo realizar treinamentos coletivos, aqui ainda proibidos e sem data para retomada. Justamente a questão partiu após uma fala do Governador do Estado que parece não querer autorizar a volta do futebol ainda para este ano, com a devida vênia (também não farei juízo de valor; o assunto é bastante espinhoso). Inicialmente e ainda sob impacto da confirmação dos casos positivos no Beira Rio, a direção descartou também sair do estado. Ocorre que ao longo da semana o Governador voltou a colocar panos gelados sob a ideia quente da volta do futebol e agora o discurso parece ter mudado. Uma reunião hoje entre autoridades e Federação Gaúcha de Futebol pode alavancar uma também ida do Inter para fora do Rio Grande.

Óbvio que foi quase uma blasfêmia da minha parte, mas a ideia do coirmão para mim não é lá algo inédito. No grupo Colorado da família, há mais de um mês, eu sugeri que o Internacional deveria cogitar ir à Argentina, terra do nosso técnico, pois lá a pandemia está sob controle e ainda teríamos chance de jogar algum torneio amistoso com times de envergadura. É claro que pareceu brincadeira de minha parte naquele momento, mas não seria de todo uma ideia ruim, convenhamos. Em suma, possivelmente já no início da próxima semana saberemos o futuro dos treinamentos do Colorado. O certo é que a Federação insiste em terminar o Gauchão e a CBF parece engrossar o coro.

Por falar na mandatária do futebol, tem-se a história da nova MP que trata das transmissões do futebol. É mais um assunto espinhoso que merece possivelmente um post especial, principalmente pois é capitaneada pelo novo rico do futebol brasileiro e isso me deixa com os dois pés atrás. Não há interesse que não seja duplo por parte dessa gente.

Ademais, do nada, o Internacional anunciou, ontem, a contratação do zagueiro/volante Matheus Jussa, advindo do Oeste/SP. Não lembro e pouco sei do jogador. Apenas li de algum torcedor que acompanha mais de perto o Clube se tratar dum jogador interessante, perna esquerda, com estilo parecido com o de Victor Cuesta, principalmente no tocante a saída de bola. Tanto que há muito joga mais de volante que de zagueiro. Não tenho opinião. De fato zagueiro reserva com o pé esquerdo não temos, inclusive Zé Gabriel foi improvisado ali, por sinal (jogando bem); mas, e sempre eles surgem, é possível concluir que Fuchs deve ser vendido ou, no mínimo, que se aparecer proposta vai, independente qual for. A ver.

Por fim, minhas condolências à família do grande Colorado Noé Fernandes, o Gaúcho do Beira Rio, falecido ontem. Um fraterno abraço em nome da Nação Colorada.

How useful was this post?

Click on a star to rate it!

As you found this post useful...

Follow us on social media!

Author: Bruno Costa

Share This Post On