Base sem vez | BLOG VERMELHO : Sport Club Internacional

Base sem vez

Muito se tem abordado pelos veículos oficiais e alternativos, e eu por aqui também já fiz mais de uma referência, que nossa categoria de base vem sendo relegada pelo futebol profissional. Muitos destaques, como Ramon, Richard, Pedro Lucas e até mesmo a joia Sarrafiore, que poderiam ser utilizados no time de cima, seguem fazendo hora nos aspirantes. Aqui, importante pontuar que há uma linha tênue acerca das categorias de base, se deveriam servir apenas para abastecer o profissional e fazer caixa ou se realmente devem ter destaque e buscar títulos. Eu, por exemplo, penso que uma não exclui a outra. Tem que servir o profissional, fazer caixa e ganhar títulos. E ponto. Simples, não?

Mas, pelas bandas do Beira Rio, não tem servido para nada disso. Afinal, qual o último jogador que foi vendido por um bom dinheiro e ainda marcou seu nome no profissional?

Conforme se vem ouvindo de representantes da direção, contatou-se que manter as divisões de base em Alvorada não tem favorecido a necessária correlação entre as partes, pois os profissionais do profissional, aqui com o máximo perdão da redundância, acabam por não acompanhar de perto a evolução deste ou daquele atleta. E concordo. Sou do tempo que a base treinava ao lado do campo do profissional. Vou além: sou do tempo em que a base fazia a preliminar do jogo do profissional. Muito jogador quando restara galgado ao time de cima grande parte da torcida já conhecia e tinha visto jogar.

Mas, o futebol a cada dia que passa está ficando mais chato.

Mal vemos a base jogar. Campeonatos amadores estão se perdendo e a várzea, bem esta para mim já se perdeu. Ao menos por aqui. E pensar que quando guri ia pra Campo Bom ver o 15 de Novembro, do craque Balalo, jogar contra os juniores do Internacional.

Dessa forma, parece cristalino, que a base deve ser trazida para mais perto do profissional. E quando forem para o futuro CT de Guaíba, o profissional vai acabar tendo de ir também. E que devolvam a função de clube social ao puxadinho que fizeram no Parque Gigante.

Só que essa desculpa também não só basta. É preciso coragem para botar um guri a jogar. Eu tenho certeza que deve ter algum volante melhor que o Gabriel Dias na base. Arrisca que pode dar certo! Já o Gabriel Dias…

***

É possível que esta seja a última publicação antes do jogo de domingo. Então, vamos tratar um pouco dele.

Jogo encardido esse contra o Ceará. Tem um treinador que nos conhece bem e conseguiu dar ao time consistência tática e, principalmente, anímica. Dos que lutam para não cair é o único que vem mantendo uma regularidade para cima, no campeonato. Além do mais, ainda temos também um adversário complicado, que é o calor e, principalmente, um adversário ferrenho: nós mesmos.

Mas o Inter é um time surpreendente. Consegue ressuscitar morto, complicar jogo fácil e ganhar ao natural quando pouco se espera dele.

Que tenhamos a sorte, desta vez, e seja um domingo iluminado às pretensões Coloradas.

Author: Bruno Costa

Share This Post On