Agora sim

4.2
(17)

De início, quero deixar bem claro que não contem comigo para qualquer campanha de troca de técnico. Não sou passador de pano no trabalho de Eduardo Coudet, inclusive parece que isso ficou claro por aqui na minha última manifestação, mas, daí achar que isso é o suficiente para já imaginar que pode cair porque não ganhou clássico, ou isso e aquilo é merecer mesmo um Odair da vida como treineiro. Há quanto tempo, efetivamente, não tínhamos um técnico no comando time? Sério que já estão falando em Rogério Ceni? Alguém assistiu a semifinal da Copa do Nordeste, na terça-feira? Em suma, tá na hora de parar fazer terra arrasada duma hora para outra. Torcida Colorada anda muito chata! Aliás, se o problema vem de cima, qual a chance de trocar Eduardo Coudet por algo realmente pior? Enorme.

Logo, segue o baile.

Parece que, enfim, achamos o futebol de antes da parada. Não foi lá o jogo dos sonhos, o adversário também, convenhamos, não era grande coisa, mas ao menos a ideia de jogo ficou mais clara, tal qual vinha se desenhando nos idos em março. Problemas ainda temos. Por exemplo, não vejo em Lindoso um jogador titular; também, não gosto do Musto, mas prefiro ele em detrimento daquele, apesar dos pesares. Logo, nos resta esperar o retorno de Rodrigo Dourado o mais breve possível. Nas laterais, seguem ambos sem jogar bem. Cruzamento? Sabem do que se trata? No meio, Boschilia é titular mas ainda precisa encontrar o melhor futebol; Marcos Guilherme, vou me repetir, para mim é jogador para segundo tempo e não titular. O ataque segue sob comando do Guerrero, que fez dois gols e perdeu outros dois, mas é Guerrero. Outro que continua igual é o Pottker. Preciso falar mais alguma coisa?

Um jogador que sempre me agradou e ainda assim consegue surpreender é Thiago Galhardo. Hoje, titular incontestável e com merecimento. A questão é quem poderia fechar o meio campo no lugar de Marcos Guilherme. A zaga, apesar das minhas críticas lá atrás, tem que ser Fuchs e Cuesta. Ponto final. E é por aí o nosso time mesmo, com a necessidade de ir buscando alguma renovação com o passar dos jogos. Também penso que Praxedes deveria ter ficado ao menos no banco, mas com apenas 5 de linha na suplência, sequer zagueiro tínhamos, ontem. Visível que Chacho está privilegiando jogadores polivalentes e algum atacante obviamente tem que ter no banco. Depois, com a maratona que teremos daqui para frente, não faltarão oportunidades para jogadores como Praxedes e Peglow.

Só que perdemos muitos gols. Já perdíamos antes da parada e agora ainda mais. Ao menos, ontem, chutamos ao gol e quase consagramos o goleiro adversário (cria da nossa base, aliás). Mas tem que botar a bola na rede. Noutra banda, elogiável as condições do CT Morada dos Quero-queros em Alvorada. A qualidade do campo em pouco difere do Beira Rio e a nossa categoria de base, de estrutura não pode se queixar. O problema, então, parece ser mais embaixo.

Por fim, hoje é aniversário do Dr. Luis Cezar. Já falei aqui que muito por ele, a torcida Colorada é maciça na família. Parabéns, Pai!

E vamo vamo Inteerrr!!!

How useful was this post?

Click on a star to rate it!

As you found this post useful...

Follow us on social media!

Author: Bruno Costa

Share This Post On