De sonhos em sonhos
Mar16

De sonhos em sonhos

As dores nas costas eram incontáveis e a ansiedade atrapalhava o sono a se instalar. Quatro da madrugada do dia 12 eu estava em São Paulo para, enfim, realizar um sonho de adolescente – assistir a um show do rapper Eminem. Viagem de mais de oito horas de Belo Horizonte até a capital paulista sentada em um nada confortável banco de uma van. Enquanto lia as placas pelo caminho, pensava no quanto foi difícil estar ali. Mas esse é o...

Read More
Fé no sangue novo
Mar02

Fé no sangue novo

Um time veloz, com mais vigor físico e com o carimbo do celeiro de ases – estas são as características do atual elenco do Inter. A média de idade do grupo despencou desde a saída de D’alessandro e hoje chega aos 24 anos. Cito aqui motivos que me fazem acreditar nos garotos que hoje somam seus talentos para suprir a falta do argentino camisa 10. Vontade de mostrar trabalho: Após a revelação, o desejo dos jovens jogadores é colocar em...

Read More
Um treinador insuficiente
Feb17

Um treinador insuficiente

“Um treinador de frases fortes, objetivo, sem meias palavras. Assim se mostrou Argel, o novo técnico do Inter na apresentação no centro de imprensa do Beira-Rio. E dentro destas características, a promessa de que o time irá mudar. Segundo Argel, o brio, a virilidade, a vontade de vencer voltará ao Beira-Rio.” – Zero Hora, 14 de agosto de 2015. Entre uma frase e outra de nosso atual treinador tenho uma ligeira vontade...

Read More
Um futuro distante
Feb10

Um futuro distante

O que todo colorado quer é que sua próxima geração sinta o que ele sente pelo Inter, vibre o que vibrou em todos aqueles gols que marcaram a história e que ame o escudo desse time gaúcho como a si mesmo. Me pego pensando como seria com o meu futuro filho, ensinando-o sobre a importância do Internacional em minha vida. – Olha, aqui foi quando ganhamos nossa primeira Libertadores. – Nossa, mãe! E como foi? – Arrasador. Fernandão, esse...

Read More
Carta a D’alessandro
Feb04

Carta a D’alessandro

Hoje o Rio Grande acordou mais triste. O sol nem chegou a brilhar muito. Aqui em Minas, o sentimento foi o mesmo para mim. Foi uma manhã conturbada. Quem veste vermelho só conseguiu acreditar quando você, enfim, disse que era verdade – aos prantos. E aos prantos estou escrevendo essas palavras com um aperto no coração que só em sete anos e meio de conversa a gente poderia explicar. Aos poucos, seu jeito marrento – daqueles que...

Read More
Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com