Davi | BLOG VERMELHO : Sport Club Internacional
O balde e a água
Oct10

O balde e a água

Jogo 1: Inter vencia o jogo por 1 x 0 quando em bola perdida, o lateral direito da Chapecoense dribla Pottker, vai ao fundo e cruza para o “2º pau”, onde Leandro Pereira, as costas de Moledo, de cabeça, empata o jogo. Jogo 2: Inter vencia o Corinthians por 1 x 0 quando em escanteio o pequeno Romero cabeceia no meio de 5 jogadores do Inter, a bola bate no travessão e sobra limpa para o jogador adversário só empurrar para as...

Read More
Devaneio ou quebra de paradigma?
Oct03

Devaneio ou quebra de paradigma?

Confesso, não passava pela minha cabeça (provavelmente na de ninguém, ou quase ninguém) chegar em outubro de 2018 com chances reais de conquistar o Brasileirão. É possível argumentar que o discurso empregado pela direção e gestão atual do clube “impregnou” esta mentalidade no âmago do torcedor colorado, com inúmeros e enfadonhos discursos sobre “ano de reconstrução”, principalmente na figura do vice-presidente...

Read More
O caminho “mais fácil”
Sep26

O caminho “mais fácil”

Passados os dois jogos fora de casa, onde a projeção para manter-se na liderança era de 4 pts e foi conquistado apenas 1 pt, o Inter, domingo contra o Vitória, volta a jogar em seus domínios, onde tem a melhor campanha da competição. Se 3 dos pontos projetados pelo caminho ficaram para trás, felizmente o São Paulo tropeçou em casa contra o América-MG, o que na prática significou que a distância para a liderança manteve-se num patamar...

Read More
E agora?
Sep19

E agora?

Contrariando as expectativas (ou ainda afirmando as dos céticos), o Inter deixou escapar uma oportunidade de ouro de manter-se na liderança e ainda pela primeira vez na competição abrir uma tão necessária diferença para as demais equipes. Foi um jogo onde a equipe não jogou bem, onde a dupla de zaga falhou (algo raro na competição) e onde a maioria dos torcedores (e espero jogadores) foi dormir de cabeça inchada, tentando entender...

Read More
Jogo a Jogo
Sep12

Jogo a Jogo

Semana passada postei que o grande desafio que avizinhava-se era ter uma postura mais propositiva em detrimento do tradicional modelo reativo, e melhorar o aproveitamento contra adversários do G7. Naquele momento a equipe apresentava o seguinte retrospecto: 1 vitória, 5 empates e 2 derrotas, com 1 gol marcado e 3 sofridos, para um aproveitamento de 33,3%. Passada uma semana, o time não apenas venceu seus dois confrontos diretos...

Read More