Airton Kwitko | BLOG VERMELHO : Sport Club Internacional
CONTRAPONTO
May05

CONTRAPONTO

  Esse post é uma divergência, saudável por supuesto, do post do Bruno. Lá ele destila otimismo em abundância, aqui só se verte pessimismo às mancheias. Bruno é um prá cima, eu sou prá baixo. Bruno enxerga um enorme clarão no fim do túnel, eu nele ando às cegas por nada ver nas trevas tenebrosas. Bruno é o bom, eu o feio, sujo e malvado. Não há um certo ou um errado: há o que há e o que se quer ver e como ver. Há poucos dias...

Read More
BIPOLAR
Apr28

BIPOLAR

    Sábado, quase final do mês de abril: parece mentira mas já se passou um terço do ano e parece que foi ontem que cantamos pela enésima vez o “Feliz ano novo, adeus ano velho …” . Esse ano da canção que vai nascer já nasceu, é um adolescente, em breve será adulto jovem e logo um adulto velho e irá morrer, numa breve vida. Ninguém merece pensar nisso no sábado pela manhã, véspera de um longo final de semana que inclui...

Read More
VAMO VAMO INTER
Apr21

VAMO VAMO INTER

  Então…….   ….. é isso aí. Uma bosta de time que não vale nem perder-se tempo com palavras, mesmo essas parcas. Nem para as escrever e muito menos em lê-las. Tá! Sei que isso é deselegante, feio, nojento. Um sábado não merece essa imagem e nem a associação da bosta com o Inter, e de resto, nenhum dia da semana, nenhuma semana, mês, ano… Mas – pergunto ao raro leitor irritado comigo – como...

Read More
VALE A PENA?
Apr14

VALE A PENA?

  Você namora uma gatinha que não é lá muito linda, mas é gentil, amável. Sorridente, gosta até de seu cachorro; uma lady na rua e uma putinha na cama. Aí você casa com ela.  Filhos chegam, ela começa a engordar e a reclamar de tudo; nada acontece de repente e você não nota diferenças. “Tensão pré, trans e pós menstrual” você pensa.  E ela segue engordando, perde a graça na vida e a vida é uma desgraça; cada vez mais sem atenção...

Read More
ESTAVA ESCRITO
Apr07

ESTAVA ESCRITO

  Em Aix-le-Chapelle, pequeno vilarejo ao sul de Chardin, França, a filha mais jovem do moleiro, ainda solteira, todas as quintas feiras se encontrava furtivamente com o carteiro. Estavam em um desses encontros num fuc-fuc gostoso quando o estrado veio abaixo. Com o ruído o carteiro não conseguiu acabar o que havia começado e, de repente, se “lembrou” que tinha uma entrega urgente para fazer. Despediram-se, combinaram para a...

Read More