O Rei Está Nu! 0 (0)
Feb28

O Rei Está Nu! 0 (0)

  Alguém mais já se perguntou o que difere um profissional de um amador? Qual a diferença entre alguém que exerce uma atividade por amor, hobby, afinidade… ou uma pessoa que é remunerada pra exercer uma profissão? Imagino que, a maioria, deve pensar como eu que a primeira diferença é a qualidade do que é entregue, seja ele um atleta, um artista ou uma profissão mais clássica como engenheiro, médico ou advogado. Continuando...

Read More
Agora é Libertadores 0 (0)
Feb27

Agora é Libertadores 0 (0)

Passado a pre-temporada e também os jogos do estadual que serviram de preparação e suposta consolidação do time ideal, agora o clube respira Libertadores, o grande anseio para a temporada vigente. Concentro minhas críticas pontuais ao trabalho de Odair em alguns pontos além da óbvia falta de evolução de um time que está junto a mais de um ano e parece não conseguir entregar mais além do que vem produzindo: infelizmente Odair não...

Read More
DOIS TEMOS 0 (0)
Feb25

DOIS TEMOS 0 (0)

Dois tempos muito diferentes em Santa Cruz do Sul, o primeiro com a regular apatia, quase descaso com o jogo, e um segundo tempo mostrando um pouco das garras, mesmo não afiadas. Odair vem consolidando o modelo do ano passado, com um quarteto no meio campo, e um jogador isolado na frente, um quarteto na defesa e um protetor. Com algumas alterações. Dourado tem mais liberdade que o ano passado, talvez seja rescaldo do início com o...

Read More
Alma do negócio 0 (0)
Feb22

Alma do negócio 0 (0)

Nada mudou da semana passada pra cá que me faça, hoje, pensar em falar sobre o desempenho do time em campo. Pela manhã até surgiu notícia de dois volantes lesionados (Dourado e Nonato), além de um suspenso (Edenilson). Mas, convenhamos, o Internacional é o clube que mais contrata volantes na história desse país. Não posso, com isso, lamentar eventuais ausências no setor. Depois, Nonato está aí há mais de um ano e agora virou solução?...

Read More
RECUO 0 (0)
Feb18

RECUO 0 (0)

O jogo de ontem mostrou evidente recuo de Odair, em vários pontos, alguns bons, outros nem tanto, outros repetindo os mesmos erros recentes. O primeiro recuo foi no sistema tático, Odair voltou a utilizar o 4141, alinhando um meio com Edenílson e Nonato, e os extremas Neilton e Pottker, deixando a proteção com Dourado e o ataque com Pedro José. O segundo recuo foi a presença de D’Alessandro, e isso merecerá atenção maior na...

Read More